FacebookTwitterGoogle+

Evangelho Maldito.


Este é um blog que nasceu com o objetivo de ir na contra mão do evangelho que se ouve em 90% das denominações brasileiras. Ele usa como base pra isto os textos que se seguem: Ainda que Eu ou um anjo do céu pregue um evangelho diferente daquele que já lhes preguei que seja este, Evangelho maldito, amaldiçoado! Vou repetir: Se alguém lhes anuncia um evangelho diferente daquele que vocês já ouviram, que esta pessoa seja amaldiçoada! Estou sendo bem claro, para que vocês saibam que eu não agrado a homens. Se eu ainda estivesse procurando agradar a homens, não seria servo de Cristo. Gál. 1:8-10  

Sei também que se alguém pregar pra vocês sobre outro Jesus diferente daquele que já vos anunciamos, ou com um outro espírito que não seja o Espírito Santo, ou se lhes fala de um outro evangelho além daquele que vocês já aceitaram, vocês, na vossa ingenuidade, facilmente estão acreditando em tudo. 2 Cor 11:4

Um Outro Evangelho.

Quem lê a carta que o Apóstolo Paulo escreveu aos Gálatas, percebe a indignação, o grito contra  um outro evangelho maldito que estava sendo anunciado, na contra mão do verdadeiro evangelho de Jesus. A carta é veemente, é cirúrgica, enfática e mostra com clareza o enfrentamento que ele teve com o apóstolo Pedro. Revela expressões como: maldito, insensatos, ignorantes. No verso 12 do capítulo 5 ele parece indignado ao extremo, dizendo que quando o cristão fosse submetido a circuncisão, “oxalá se castrassem de uma vez por todas”.

Se for pela lei já está desviado!

Eu sugiro que você leia esta carta toda pelo menos umas duas vezes esta semana, com foco na indignação de Paulo. Através desta leitura você irá perceber a importância que esta carta tem, quando olhamos em nossa volta e analisamos, o quanto estamos na contra mão do evangelho, com tudo que estamos ouvindo hoje das igrejas chamadas cristãs.


Dentre as muitas outras manifestações de insatisfação do apóstolo nesta carta, dê uma olhada nos versos 2,3,4 do capitulo 5, ele está dizendo que qualquer cristão que quiser ser salvo pelo cumprimento de lei, tem que cumprí-la toda, sem esquecer nada. Diz ainda que quem ao menos tentar se justificar através da lei já desviou do verdadeiro evangelho de Jesus. 


Mas, entre nós estar desviado, é não frequentar um lugar de culto, ou não cumprir um pacote de leis “doutrinárias” elaborado por homens com espírito de manipulação e escravidão. No capítulo 6 verso 11, ele diz que pra que fique claro sua indignação, esta carta foi escrita em caixa alta, ou seja, “com letras grandes”.

Evangelho Maldito

Quem é cristão e tem o hábito de ler bíblia, sabe que nos dias de Paulo o outro evangelho que estava sendo pregado, era uma mistura de cristianismo com judaísmo,  um composto de lei e de graça, que visava não sair das raízes tradicionais do judaísmo. Era um "pode não pode", "quase lei e quase graça". Porém, Paulo indignado com aquele adultério, não "pegou leve", e diz que era anátema (maldito) o evangelho que estava sendo pragado e anátema também era o pregador que o anunciava. 

Cristãos judaizantes, nos rastros de Paulo

Eu acredito que se o apóstolo Paulo estivesse vivo hoje no Brasil, ele não estaria apenas indignado com o evangelho que se anuncia culturalmente no nosso país, porque hoje, na contra mão do evangelho, não existe apenas um outro evangelho sendo anunciado. O que existe hoje é uma proliferação de outros evangelhos que já se alastrou de tal maneira, que virou um sincretismo religioso, onde nada tem daquilo que Jesus e Paulo ensinaram. Naqueles dias havia um turma que fazia missões nos rastros de Paulo, eles eram os cristãos judaizantes. E ainda estão por aí, na verdade eles nunca deixaram de existir, "na verdade" a igreja cristã, é muito mais influenciada pelos conteúdos judaizantes do que por aquilo que Paulo e Jesus ensinaram. Nos nossos dias, isso foi multiplicado a milhões. O ofício daquela turma, era ir atrás desmanchando tudo, por onde Paulo passava pregando. Hoje, dá pra contar nos dedos - e sobra dedos, os líderes que ainda pregam o que Jesus e os apóstolos mandaram pregar. Proliferou tanto que essa “doença” não é mais um “privilégio” do Brasil. Atualmente, o evangelho que Jesus e Paulo ensinaram está na contra mão do mundo. Não se trata de mais evangelho, é um sistema pagão, todo adulterado, que em um outro artigo meu que também está neste blog, eu chamei de o evangelho de demônios

Jesus, um  Deus desconhecido

Eu acredito que se Paulo estivesse vivo hoje no Brasil, seria bem diferente de quando ele esteve em Atenas, capital da Grécia. Em Atenas, ele pegou muito leve, reconheceu a ignorância deles, apesar da sabedoria secular que eles possuíam. Mas, no que diz respeito ao evangelho de Jesus, ele disse que caminhando pela cidade, viu o quanto eles eram devotos. Tinham altares para todo tipo de deus, e até a um Deus desconhecido tinha um altar, e esse Deus a que eles serviam sem conhecer, foi o tema da sua pregação naquele dia.

 Serpentes que enganaram Eva

Quem conhece Paulo sabe que apesar da indignação que ele tinha contra aqueles que adulteravam o evangelho de Jesus naqueles dias, sabe também do zelo que ele tinha com as "pessoinhas", que eram manipuladas e enganadas por aqueles  pregadores anátemas. No capítulo de 2 Coríntios 11, ele começa falando do cuidado e da preocupação que ele tinha com os irmãos daquela igreja. 


Entretanto, quando ele se refere àquela corja de perturbadores, não foi diferente de quando se dirigiu aos Gálatas, ele vai pra “caixa alta”, levanta a voz e soa adjetivos infernais contra tais perturbadores. `Aqueles super-apóstolos e pregadores do engano, como de costume, ele não "baixou o tom: Serpentes que enganaram Eva com astúcia! Manipuladores do inferno! 


E, literalmente ele os chamou de satanás. Nos versos 13 e 14 que eu deixo aqui pra você: “Pois, tais homens são falsos apóstolos, obreiros enganosos, fingindo-se apóstolos de Cristo. Isto não é de admirar, pois o próprio Satanás se disfarça de anjo de luz”. Diriam os tais se tivessem pelo menos um pouquinho de  quebrantamento em seus corações: “duras são estas palavras”.

Adoramos aquele que não conhecemos

Entre os brasileiros não parece muito diferente, porque entre nós - na grande maioria, há adoração  daquele que não conhecemos. Profetas elouquentes e apaixonados, cultos aeróbicos, congressos de jovens na contra mão do evangelho, Gideões e shows da fé que manipulam multidões em nossas cidades; sem nenhuma manifestação do amor e da misericórdia, que Jesus tanto ensinou quando esteve aqui. Fazem, organizam passeatas com milhões de crentes, e anunciam um Jesus que como os Atenienses eles também não conhecem. Na verdade eu nem sei o que Paulo diria do nosso evangelho, o dos Galátas e Atenienses, ele chamou de evangelho maldito.

Uma construção mental

Eu não sei se você já esteve nestes cultos brasileiro que “eles” chamam de “reunião de adoradores” (concentrações menores). Não é muito difícil em pouco tempo se perceber que o Jesus que eles adoram não tem nada a ver ao Jesus dos evangelhos. Trata-se de uma construção mental, de técnicas psicoterapêuticas, e de projeção vindas diretamente do inferno. 

Um deus que só opera com barganhas

Se Paulo caminhasse em uma das nossas grandes cidades, ou assistisse a maioria dos programas “evangélicos” na nossa televisão e no nosso rádio,  ele não diria que nós estamos ainda tateando  no escuro. 


Eu acredito que ele diria: Eu observei vocês e percebi que vocês sabem o nome daquele a quem Deus se revelou. Vocês têm a boca cheia do nome Jesus, só não O percebem como Deus, e é por isto que, mesmo com tanto espetáculo não conseguem percebê-lO habitando em vocês, em graça e amor. “Esse” que vocês dizem que conhecem, mas, atribuem a Ele qualificações que só podem ser encontradas em um satanás, não é o Deus que vos anuncio. 


Esse deus hostíl, maquiavélico, que só “opera” com barganhas, não é o Deus Pai do meu Senhor e salvador Jesus. Eu penso que, o que Paulo nos diria se nos visitasse hoje, seria exatamente o que ele disse aos coríntios no capítulo 11 no verso 17, O Culto de Vocês Faz Mais Mal do Que Bem, . Sim, talvez isto, talvez ele chamaria o evangelho anunciado aos brasileiros, não apenas de evangelho maldito, mais sim de um culto a satanás. 

Ser Cristão é andar na contra mão.

Este artigo é para corroborar com o nome deste blog, "na contra mão do Evangelho" é também para deixar o meu grito contra este evangelho de demônios anunciado ao nosso povo, por estes modernos "super-apóstolos" e pregadores fraudulentos. Eu sei que a maioria deles conhecem o Jesus, o Filho de Deus, mas, por opção preferem ignorar, porque decidiram servir ao deus de seus ventres. Eu estou consciente de que este blog não vai agradar a muitos deles. Eu, porém, vou continuar usando este canal, continuar gritando, e andando com Jesus na "contra mão do evangelho" que eles ainda insistem em chamar de evangelho, mas, que de evangelho não tem nada.


Se você gostou do que leu, e quer continuar aprendendo, eu quero sugeri para você, de uma olhada neste material: Como entender a Biblia Estudando o Apostolo Paulo, É ai que atualmente eu estou me alimentando, e porque esta sendo muito proveitoso para mim, quero sugerir pra você. 


#Que Deus Abencoe Você#

Sici Adriano, Dezembro 11,2016

Uma Caminhada de Milagres.​​​​​​​

Você tambem pode gostar de ler